Quaresmal Tolkien #04

Segundo a UNESCO, hoje é o Dia Internacional da Língua Materna, logo, nada mais justo que postar uma banda que cante em uma língua nossa. Poderia ser o português e, por mérito ideológico, até o esperanto, mas nós vamos de quenya, o idioma dos elfos.

Na verdade, só não estou publicando uma em português porque até o presente momento não encontrei uma sequer. Mas algumas surpresas ainda estarão por vir daqui a uns dias, – spoiler: – encontrei uma ONG aqui no Brasil com um projeto de educação para jovens através da música, na qual uma das canções possui uma letra em quenya, já até têm um disco gravado, mas essa história fica para próximos capítulos, aguardem.

Fauskanger-Knowles-01

A música do QT#04 chama-se Silmesse, ou traduzindo: Luz das Estrelas. É um poema musicado, escrito por ninguém menos que o filólogo norueguês Helge Kåre Fauskanger (à esquerda na foto acima), sei que parece só um desconhecido para a maioria [inclusive eu, =P], mas o cara é importante na comunidade tolkieniana, ele escreveu o livro Curso de Quenya - A Mais Bela Língua dos Elfos, além de criar e manter o site Ardalambion, onde pode-se estudar e discutir sobre os diversos idiomas da Terra Média.

Esse poema foi cantado pelo grupo The Fellowship, no álbum In Elven Lands (2006). Aparentemente, essa banda se formou só para a execução deste trabalho, que já teve uma reedição em 2012. Idealizado por Carvin Knowles (à direita), ele criou uma história acerca de um manuscrito perdido, The Tîr Im Psalter, também da sua imaginação mas inspirado nos contos de Tolkien, que serve como elo entre as canções do álbum.

Letra:

Silmesse
Luz das Estrelas

Sinome háran i marya silmesse;
Aqui estou sentado sob a pálida luz das estrelas;
Ilmello sílar tinwi lómesse;
De Ilmen as faíscas estão brilhando na noite;
Cénanten, i telpeva hendi,
Eles me vêem, os olhos prateados,
ve cennente i cuivie Quendi.
quando eles viram os Elfos acordando.
Alasse antar i menelmíri,
Regozije as jóias celestiais dadas [a mim],
laitan mi anvanye líri.
Eu louvo a [eles] nas mais belas canções.
Oiale ná i silme vinya;
Para sempre no novo luar;
tíranyes sí vi Quende minya,
eu os admiro agora como o primeiro Elfo [fez],
vi minya Cuiviéneno
como o primeiro [e único] em Cuiviénen
i cenne cala eleno.
que viu [a] luz de uma estrela.

--

Participe do Quaresmal Tolkien, comente nas publicações enviando sua sugestão de músicas pra gente.

Curtam a fan page da TOCA-BA no Facebook e entrem no nosso grupo TOCA-BA | Conselho Branco para receber atualizações desta e de outras programações.